explorar
ordensfamíliasgéneros

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXZ

    Klasea algarbiensis (Cantó) Cantó
    Asterales > Asteraceae > Klasea > K. algarbiensis (comparar)
    serrátula-do-algarve
    endémica
    Az
    Ma

    Distribuição mapa em constante actualização

    84 registos centrar | como citar

    espontâneo
    anterior a 1990 ou s.d.
    nova quadrícula
    escapado de cultivo
    extinto

    Detalhes

    Ecologia
    Clareiras de urzais-tojais e estevais, bermas de caminhos. Em solos ácidos, pobres.
    Tipo biológico
    Geófito
    Categoria de risco de extinção em Portugal Continental segundo critérios IUCN
    Vulnerável
    Endémica de
    Algarve, Baixo Alentejo
    Distribuição em Portugal Continental restrita a
    Baixo Alentejo, Algarve
    Avaliação na Lista Vermelha da Flora Vascular de Portugal Continental
    Klasea algarbiensis é um endemismo do sudoeste de Portugal continental que habita em clareiras de matos em solos areníticos. É uma planta mal conhecida pois tem sido reiteradamente confundida com um táxon próximo, Klasea integrifolia subsp. monardii. Por esse motivo, existe uma grande incerteza na distribuição atual desta planta e sobre o tamanho da população. Ainda assim, parece ser claro um declínio continuado na área de habitat favorável, ao longo das últimas décadas, a partir do qual se infere também o declínio continuado no tamanho da população. Assim, considera-se prudente assumir que, apesar da incerteza, a planta deverá ser avaliada à luz da informação disponível. Enquadra-se na categoria de Vulnerável porque, além dos declínios identificados, apresenta uma área de ocupação seguramente inferior a 2000 km2 e identificam-se apenas sete localizações. As principais ameaças são a expansão urbano-turística e industrial, principalmente na orla sul do litoral do Algarve e na península de Setúbal (ocorrência histórica). Outras ameaças incluem a expansão florestal e as práticas associadas à sua gestão e a proliferação de espécies exóticas invasoras. Sugere-se o estabelecimento de medidas regulamentares (por exemplo, condicionar a expansão urbana e reconversão de utilização do solo para agricultura intensiva), o controlo de invasoras, a gestão de habitat, conservação em banco de germoplasma e monitorização para seguimento da tendência populacional. Deverão ser efetuados esforços de prospeção que permitam esclarecer a sua área de distribuição atual e efetuar uma estimativa fiável da população nacional. A presente avaliação deverá ser revista após a realização desses esforços.

    Dados

    Sinónimos
    • Serratula monardii Dufour var. algarbiensis Cantó
    Floração (n=13)
    Altitude (n=77)
    Distância ao mar (n=77)
    Download de mapas

     


    a carregar...