explorar
ordensfamíliasgéneros

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXZ

    Phlomis herba-venti subsp. herba-venti L.
    Lamiales > Lamiaceae > Phlomis > P. herba-venti (comparar)
    marioila-menor
    autóctone
    Az
    Ma

    Distribuição mapa em constante actualização

    113 registos centrar | como citar

    espontâneo
    anterior a 1990 ou s.d.
    nova quadrícula
    escapado de cultivo
    extinto

    Detalhes

    Ecologia
    Pousios, searas e clareiras de matos, preferentemente em substratos básicos
    Observações
    Aparece geralmente em núcleos isolados, com muito poucos indivíduos.
    Tipo biológico
    Proto-hemicriptófito
    Categoria de risco de extinção em Portugal Continental segundo critérios IUCN
    Quase Ameaçada
    Avaliação na Lista Vermelha da Flora Vascular de Portugal Continental
    Phlomis herba-venti subsp. herba-venti é uma herbácea perene de baixa estatura que habita em pousios, olivais tradicionais de sequeiro e taludes de estrada em solos básicos geralmente não calcários. Ocorre somente no Alentejo interior, onde surge dispersa em pequenos núcleos, organizados em cinco subpopulações. O maior núcleo conhecido tem cerca de 600 indivíduos, todos ao longo de um talude de estrada, mas a maioria dos núcleos é bastante menor. É avaliada como Quase Ameaçada porque tem uma extensão de ocorrência e área de ocupação baixas, observa-se e projeta-se um declínio continuado na área e qualidade do habitat que permite inferir e projetar um declínio populacional continuado, e estimam-se cerca de 20 localizações. Aproxima-se assim dos critérios B1ab(iii,v) e B2ab(iii,v) para Vulnerável. A ameaça mais grave é a intensificação agrícola em larga escala que está a ocorrer no Alentejo, a qual está a causar um declínio forte dos habitats de sequeiro (olivais tradicionais de sequeiro e searas), aos quais a planta está associada. A aplicação generalizada de herbicidas em olivais e em taludes de estrada constitui também uma pressão muito importante que está presentemente a degradar bastantes núcleos. Os municípios devem ser alertados para a não utilização de herbicidas como forma de controlo da vegetação nos taludes de estrada, e deve ser criada uma rede de conservação de habitats arvenses de sequeiro em solos básicos para a conservação desta planta e de muitas outras ameaçadas, associadas a estes habitats. Para tal, deve ser elaborado um plano de conservação dedicado conjuntamente para estas espécies. Importa ainda monitorizar os núcleos mais importantes e ameaçados.

    Dados

    Floração (n=11)
    Altitude (n=111)
    Distância ao mar (n=111)
    Download de mapas

     


    a carregar...