explorar
ordensfamíliasgéneros

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXZ

    Onosma tricerosperma subsp. tricerosperma Lag.
    Boraginales > Boraginaceae > Onosma > O. tricerosperma (comparar)
    olho-de-lobo
    autóctone
    Muito rara
    Az
    Ma

    Distribuição mapa em constante actualização

    23 registos centrar | como citar

    espontâneo
    anterior a 1990 ou s.d.
    nova quadrícula
    escapado de cultivo
    extinto

    Detalhes

    Ecologia
    Matos baixos e abertos, muito secos, principalmente em solos básicos.
    Observações
    Espécie só recentemente descrita para Portugal, Consultar artigo aqui.
    Raríssima, apenas conhecida, em Portugal, nos matos sobre os gabros de Beringel. As populações mais próximas encontram-se a cerca de 220 km de distância em Espanha, onde é também rara.
    Tipo biológico
    Proto-hemicriptófito
    Categoria de risco de extinção em Portugal Continental segundo critérios IUCN
    Criticamente Em Perigo
    Endémica de
    Península Ibérica
    Distribuição em Portugal Continental restrita a
    Baixo Alentejo
    Avaliação na Lista Vermelha da Flora Vascular de Portugal Continental
    Onosma tricerosperma subsp. tricerosperma é um endemismo ibérico raro em toda a sua área de distribuição (sul da península) e que ocorre em apenas dois núcleos populacionais em Portugal. Estes núcleos totalizam apenas cerca de 50 indivíduos maduros e ocupam uma área muito restrita, estando associados a um habitat muito específico, clareiras de matos em solos básicos derivados de gabros. A planta é avaliada como Criticamente em Perigo pela reduzida área de ocupação de extensão de ocorrência (8 km2), pelo diminuto número de indivíduos maduros existente, todos concentrados numa única localização, e pelo seu habitat ter vindo a sofrer um declínio continuado na área e qualidade, que levou já à destruição de um núcleo populacional conhecido, inferindo-se assim também um declínio populacional. Várias pressões têm afetado o habitat, sendo a mais grave a recente instalação de um pomar com destruição de uma grande área de afloramentos com habitat favorável. As ameaças ao habitat mantêm-se, sendo de destacar a futura instalação de um parque solar numa área de afloramentos de gabros com potencial para a ocorrência da planta. Além disso, um dos núcleos está também sujeito a ameaças relacionadas com atividades agrícolas, por estar numa área vedada com pastoreio, e o outro numa área onde já houve extração de pedra e desmatações completas. Esta planta está assim em sério risco e necessita de medidas urgentes e ativas para salvaguardar os núcleos. Urge a criação de uma área protegida de âmbito local que abranja a área de habitat favorável onde ela se encontra. Deve também ser realizada mais prospeção para identificar novas áreas proteger, e ser salvaguardado o património genético.

    Dados

    Floração (n=10)
    Altitude (n=22)
    Distância ao mar (n=22)
    Download de mapas

     


    a carregar...