explorar
ordensfamíliasgéneros

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXZ

    Narcissus fernandesii Pedro
    Asparagales > Amaryllidaceae > Narcissus > N. fernandesii (comparar)
    junquilho-menor
    autóctone
    Az
    Ma

    Distribuição mapa em constante actualização

    33 registos centrar | como citar

    espontâneo
    anterior a 1990 ou s.d.
    nova quadrícula
    escapado de cultivo
    extinto

    Detalhes

    Ecologia
    Prados em áreas abertas, em solos argilosos e areno-argilosos, com humidade edáfica considerável. Pode ocorrer ainda junto a fissuras de rochas, onde haja acumulação de solo.
    Tipo biológico
    Geófito
    Estatuto Directiva Habitats
    Anexo II da Directiva Habitats, Anexo IV da Directiva Habitats
    Categoria de risco de extinção em Portugal Continental segundo critérios IUCN
    Em Perigo
    Endémica de
    Península Ibérica
    Avaliação na Lista Vermelha da Flora Vascular de Portugal Continental
    Narcissus fernandesii é uma planta bolbosa, endémica do sudoeste da Península Ibérica, que ocorre em prados em áreas abertas, em solos argilosos e areno-argilosos, com humidade edáfica considerável. Identificam-se cinco subpopulações em Portugal continental, uma das quais com mais de 15 000 indivíduos. Nas últimas décadas observou-se uma degradação do seu habitat devido a pressões como a intensificação agrícola, a criação de gado bovino e a expansão de pedreiras de mármore. A planta é avaliada como Em Perigo, devido à reduzida área de ocupação (inferior a 100 km2), ao declínio continuado na área e qualidade do habitat e por se identificaram apenas cinco localizações. A maior subpopulação conhecida (Vila Viçosa), deverá ser alvo de proteção, sugerindo-se a designação de um sítio Rede Natura 2000 neste local, já que a planta é protegida a nível europeu e se encontra insuficientemente representada nesta rede europeia de conservação. A alteração dos usos atuais de solo na área de ocorrência dos núcleos deverá ser fortemente condicionada nos instrumentos de gestão territorial vigentes na sua área de distribuição. Sugerem-se ainda acordos com proprietários para uma gestão que permita manter condições de habitat favorável, por exemplo, condicionar a presença de gado, gestão de matos, impedir intensificação agrícola. No âmbito de um plano de gestão dedicado, deverão ser desenvolvidas medidas para salvaguarda do património genético e criação em viveiro, bem como estudos para melhorar o conhecimento da sua área de distribuição e dos seus aspetos reprodutivos, e avaliar os riscos representados pela hibridação.

    Dados

    Floração (n=15)
    Altitude (n=28)
    Distância ao mar (n=28)
    Download de mapas

     


    a carregar...