explorar
ordensfamíliasgéneros

ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXZ

    Ceratocapnos heterocarpa Durieu
    Ranunculales > Papaveraceae > Ceratocapnos > C. heterocarpa (comparar)
    fumária-alentejana, trepadeira-de-noudar
    autóctone
    Az
    Ma

    Distribuição mapa em constante actualização

    45 registos centrar | como citar

    espontâneo
    anterior a 1990 ou s.d.
    nova quadrícula
    escapado de cultivo
    extinto

    Detalhes

    Ecologia
    Em bosques e matagais fechados geralmente de zambujeiro, normalmente em áreas pedregosas sombrias. Preferentemente calcícola.
    Observações
    Planta muito rara em Portugal, conhecida apenas em poucas localizações no Alentejo interior e Algarve.
    Tipo biológico
    Terófito
    Categoria de risco de extinção em Portugal Continental segundo critérios IUCN
    Quase Ameaçada
    Avaliação na Lista Vermelha da Flora Vascular de Portugal Continental
    Ceratocapnos heterocarpa é uma frágil trepadeira que se enreda nas espargueiras e zambujeiros do Alentejo interior. Tem a população nacional restrita à região de Barrancos-Adiça-Pedrógão, onde aparece muito pontualmente, em pequenos núcleos, os quais rondam provavelmente apenas poucas centenas de plantas cada um e ocupam áreas de poucos metros quadrados. Um dos maiores núcleos apresenta um declínio continuado na qualidade do habitat e possivelmente no número de indivíduos devido ao pastoreio cada vez mais intenso. Um outro núcleo (serra da Adiça) está sob ameaça da expansão do olival de regadio que começou recentemente a acontecer nesta serra. Os restantes núcleos estão sujeitos a quaisquer ameaças que possam remover o coberto arbustivo ou arbóreo (e.g. fogo), por ser uma planta de ecologia florestal. Avalia-se assim esta planta como Quase Ameaçada porque a sua área de ocupação e extensão de ocorrência são baixas, apresenta declínio continuado na qualidade e extensão do habitat, e tem um número de localizações baixo (cerca de 12), aproximando-se assim dos critérios B1ab(iii) e B2ab(iii) para Vulnerável. Esta categoria é ainda suportada pelo facto de se prever uma intensificação das ameaças sobre a planta, particularmente no(s) núcleo(s) da serra da Adiça, devido à construção recente de uma grande barragem nesta serra. Propõe-se que se tente reverter o processo de degradação que está a ocorrer no núcleo intensamente pastoreado através, por exemplo, da instalação de uma cerca elétrica; e que se monitorize a evolução das ameaças na serra da Adiça. É ainda importante continuar a vigilância dos incêndios florestais que possam deflagrar nos azinhais da região de Barrancos.
    Comentários

    Encontra-se quase sempre a trepar enredado em espargueiras (Asparagus albus). Diria até que as moitas de A.albus são o habitat de eleição da planta! Sem eles, a planta pouco cresce e poucas flores produz. A fisionomia intrincada dos espargos providencia o suporte ideal para uma planta tão difusa, fina e frágil como esta.
    Miguel Porto em 22/11/2012

    Dados

    Floração (n=11)
    Altitude (n=45)
    Distância ao mar (n=45)
    Download de mapas

     


    a carregar...