O PROJECTO FLORA-ON

O Flora-On é um portal onde se pretende sistematizar informação fotográfica, geográfica, morfológica e ecológica de todas as espécies de plantas vasculares autóctones ou naturalizadas1 listadas para a flora de Portugal (Continente, Açores2 e Madeira2).

O portal funciona de modo dinâmico e interactivo e pretende tornar intuitiva e simples a procura de informação e a identificação de espécies de plantas da flora portuguesa.

O projecto foi lançado ao público no dia 25 de Fevereiro de 2012 e estará em permanente actualização, tanto no que respeita à adição de novos dados, como de novas funcionalidades. Enquanto projecto em desenvolvimento, poderá conter “bugs” de programação e falhas na informação, que serão gradualmente corrigidas.

1 não contempla informação sobre espécies ornamentais ou cultivadas

2 ainda em desenvolvimento

Quem o desenvolveu

O Flora-On é um projecto coordenado pela Sociedade Portuguesa de Botânica (SPBotânica) e está a ser desenvolvido com base no trabalho voluntário de botânicos, naturalistas e investigadores. Não depende nem recebe financiamento de nenhuma instituição ou empresa. O portal Flora-On encontra-se registado no INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial sob o número 475838, de 2010.

A quem se destina

O Flora-On foi concebido de forma a facultar ao público especializado e não especializado o acesso gratuito, simples e intuitivo à informação científica das plantas que ocorrem em Portugal.

Perspectivas futuras

O projecto visa criar laços de colaboração com um maior número de botânicos, investigadores e instituições científicas, apelando sobretudo à disponibilização de registos fotográficos e geográficos das espécies vegetais, com o objectivo de construir um Atlas actual e rigoroso da flora de Portugal.

Disponibilização de Fotografias

As fotografias do portal Flora-On são disponibilizadas pelos seus autores e pela Sociedade Portuguesa de Botânica sob a licença 'Creative Commons Atribuição—NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0)', podendo ser usadas para fins não comerciais sem necessidade de autorização, desde que seja mantida a referência ao autor e ao Flora-On.

Disponibilização de conteúdos e dados geográficos

Os conteúdos exibidos no portal Flora-On (ex: mapas ou tabelas de distribuição de espécies por quadrícula geográfica, diagramas de floração, etc.) são igualmente disponibilizados sob a licença 'Creative Commons Atribuição—NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0)'. A sua utilização pressupõe a aceitação dos termos do Acordo de Utilização de Dados Geográficos do Portal Flora-On.

INFORMAÇÃO TÉCNICA

Critérios taxonómicos e nomenclaturais

A taxonomia e a nomenclatura das espécies (e taxa infraspecíficos) das plantas vasculares listadas no Flora-On correspondem às adoptadas na Checklist da Flora de Portugal (2010), projecto coordenado pela Associação Lusitana de Fitossociologia (ALFA), e na Lista das Plantas Vasculares (Tracheobionta) (Silva et al., 2010) para os Açores.

Para as categorias taxonómicas superiores ao género (ordens e famílias), a classificação taxonómica adoptada no Flora-On é a proposta pelo Angiosperm Phylogeny Group III (2009) e Chase & Reveal (2009) para as angiospérmicas (plantas com flor); por Christenhusz et al. (2011a) para as gimnospérmicas; e por Smith et al. (2006) e Christenhusz et al. (2011b) para os pteridófitos (fetos).

Nota: As espécies assinaladas a laranja na lista taxonómica do Flora-On não têm ainda informação disponível. As espécies assinaladas a cinzento correspondem a espécies cujo nome ou posição taxonómica sofreu alteração recente e que não está de acordo com a nomenclatura e a taxonomia actuais.

Dados e informação relativa aos taxa

Ecologia

A informação relativa à ecologia dos taxa baseia-se na Flora Ibérica (Castroviejo et al., 1986-2014), na Nova Flora de Portugal (Franco, 1971, 1984; Franco e Afonso, 1994, 1998, 2003), na tese de Schäfer (2003), no guia de campo da flora dos Açores (Schäfer, 2005) e em observações de campo feitas pelos colaboradores.

Dados morfológicos

A informação relativa aos caracteres morfológicos de cada taxon baseia-se na descrição morfológica contida na Flora Ibérica (Castroviejo et al., 1986-2014), na Nova Flora de Portugal (Franco, 1971, 1984; Franco e Afonso, 1994, 1998, 2003), e em observações de campo.

Mapas de distribuição

A distribuição geográfica apresentada nos mapas associados a cada taxon baseia-se apenas em dados de observação de campo e de herbário, encontrando-se incompleta. Novas quadrículas serão automaticamente adicionadas à medida que os colaboradores forem introduzindo novos registos de ocorrência dos taxa.

Dados bioclimáticos

As variáveis climáticas e índices bioclimáticos usados para representar as preferências bioclimáticas das espécies foram desenvolvidos por Monteiro-Henriques, T. 2010 e Monteiro-Henriques, T. et al. 2015 e podem ser descarregados aqui.

Altitude

O intervalo de altitude apresentado para as espécies é calculado através do cruzamento dos registos de ocorrência dos colaboradores (coordenadas exactas) com o Modelo Digital de Terreno ASTER GDEM, um produto do METI e NASA. ASTER GDEM is the property of METI and NASA.
Devido a pequenos desvios na georreferenciação do MDT, as altitudes de registos muito perto da linha de costa podem ter alguma imprecisão.

Outros dados geográficos

Os limites administrativos usados para diversos fins (p.ex. cálculo da distância ao mar) foram retirados da CAOP 2012.1 disponibilizada pelo IGP.

Referências bibliográficas

APG III (2009). An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG III. Botanical Journal of the Linnean Society, 161: 105-121. Artigo disponível PDF

Castroviejo S et al. (Ed.) (1986-2014). Flora Iberica. Plantas vasculares de la Península Ibérica, e Islas Baleares. Real Jardín Botánico, CSIC. Madrid.

Chase MW & Reveal JL (2009). A phylogenetic classification of the land plants to accompany APG III. Botanical Journal of the Linnean Society, 161: 122-127. Artigo disponível PDF

Christenhusz MJM, Reveal JL, Ferjon A, Gardner MF, Mill RR & Chase MW (2011a). A new classification and linear sequence of extant gymnosperms. Phytotaxa, 19: 55–70.

Christenhusz MJM, Zhang X-C & Schneider H (2011b). A linear sequence of extant families and genera of lycophytes and ferns. Phytotaxa, 19: 7-54. Artigo disponível PDF

Franco JA (1971, 1984). Nova Flora de Portugal (Continente e Açores), Volumes I e II. Edição do Autor. Lisboa.

Franco JA & Afonso MLR (1994, 1998, 2003). Nova Flora de Portugal, Volume III (fascículos I, II e III). Escolar Editora. Lisboa.

Monteiro-Henriques T (2010). Fitossociologia e paisagem da bacia hidrográfica do rio Paiva. Tese de Doutoramento. Instituto Superior de Agronomia, Universidade Técnica de Lisboa. Tese disponível em PDF

Pirani J, Rubens & Prado J (2012). Embryopsida, a new name for the class of land plants. Taxon, 61: 1096-1098. Artigo disponível PDF

Schäfer H (2003). Chorology and diversity of the Azorean Flora. Dissertationes Botanicae, Band 374. Tese disponível em PDF: 1.ª parte & 2.ª parte

Schäfer H (2005). Flora of the Azores – A Field Guide (2nd enlarged edition). Margraf Publishers. Weikersheim.

Sequeira M, Espírito-Santo D, Aguiar C, Capelo J & Honrado J (Coord.) (2010). Checklist da Flora de Portugal (Continental, Açores e Madeira). Associação Lusitana de Fitossociologia (ALFA).

Silva L, Moura M, Schaefer H, Rumsey F, Dias EF (2010). Lista das Plantas Vasculares (Tracheobionta). In: Borges PAV, Costa A, Cunha R, Gabriel R, Gonçalves V, Martins AF, Melo I, Parente M, Raposeiro P, Rodrigues P, Santos RS, Silva L, Vieira P & Vieira V (eds.). Listagem dos organismos terrestres e marinhos dos Açores: 117-146. Princípia. Cascais. Capítulo disponível em PDF

Smith AR, Pryer KM, Schuettpelz E, Korall P, Schneider H & Wolf PG (2006). A classification for extant ferns. Taxon, 55: 705–731.